Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Patrono
Início do conteúdo da página

BRIGADEIRO JOÃO MANOEL MENNA BARRETO "PATRONO DO 2º R C Mec"

     JOÃO MANOEL MENNA BARRETO nasceu em 24 de janeiro de 1824, em Porto Alegre. Era filho legitimado do Marechal-de-Exército João de Deus Menna Barreto, Visconde de São Gabriel. Casou com dona Maria Balbino Palmeiro da Fontoura, irmã da Baronesa de São Gabriel, em 27 de agosto de 1849. O casal teve cinco filhos: o general João Manoel Menna Barreto Filho, o general João Carlos Menna Barreto, Dona Adelaide Menna Barreto, Dona Maria Balbina Menna Barreto e Dona Alice Menna Barreto. JOÃO MANOEL assentou praça como voluntário em 1º de julho de 1839, no 1º Regimento de Cavalaria.
     Em março de 1841, passou para o 2º Regimento da mesma arma. Foi promovido a alferes em 27 de maio de 1842. A tenente em 30 de setembro de 1846, no 4º Regimento de Cavalaria. A capitão em 27 de agosto de 1849. Por merecimento, em decreto de 14 de abril de 1855, foi promovido a major no 3º Regimento. A tenente-coronel, por merecimento, em 2 de dezembro de 1859. A coronel, por merecimento, em 18 de fevereiro de 1865. E finalmente a brigadeiro em 1º de junho de 1867. Foi condecorado com a medalha da Campanha do Estado Oriental (1851-1852), com o grau de Cavaleiro da Ordem de Cristo (1858), com o hábito da Ordem de São Bento de Aviz (1860), com o grau de Oficial da Ordem do Cruzeiro (1865), com o grau de Grande Dignitário da Ordem da Rosa (1869) e com a Medalha de Mérito Militar.

"CAMPANHAS E COMBATES EM QUE TOMOU PARTE:"

     De março de 1841 a março de 1845, João Manoel participou da campanha da província, até a pacificação do Rio Grande do Sul. Posteriormente, em 1851 e 1852, participou da Campanha do Estado Oriental, nas operações contra Rosas e Oribe, tendo atuado no ataque a Paisandú, no Uruguai. O famoso "Combate de São Borja" ocorreu a 10 de junho de 1865, nos primórdios da Guerra do Paraguai. Em seguida, veio o combate de Potrero-Obella, em 29 de outubro de 1867, e o de Taji, em 2 de novembro de 1867, 1868 foi um ano glorioso para João Manoel. Tomou parte no Combate de Jacaré, no dia 7 de junho de 1868, e distinguiu-se particularmente no dia 21 de dezembro, ocasião em que se apoderou das trincheiras do Pikisiri, atacando-as de flanco por ordem de CAXIAS e ficando senhor de mais de 30 canhões.
     No ataque de Peribebuí, JOÃO MANOEL foi ferido mortalmente e faleceu a 12 de agosto de 1869. Lutava na vanguarda, como era de seu feitio, e já conquistara vários troféus de guerra, como bandeiras e armas do inimigo.
     Por ocasião da Guerra do Paraguai, na ordem do dia do Exército Nacional, relativa ao dia em que JOÃO MANOEL faleceu, foi registrado e lamentado o acontecimento. Ficou também assinalado o seu ingresso na História do Brasil.

"BRIGADEIRO JOÃO MANOEL MENNA BARRETO"
"HERÓI DO RIO GRANDE DO SUL E DO BRASIL"

registrado em:
Fim do conteúdo da página